19 de julho de 2011

RENASCER DAS CINZAS


No último sábado, entre as 10 e as 17 horas, três dezenas de voluntários da Associação dos Amigos do Parque Ecológico estiveram empenhados na nobre tarefa de ajudar a RENASCER DAS CINZAS a biodiversidade no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha.


Regámos e executámos trabalhos de manutenção das plantações efectuadas no Outono e Inverno, continuámos a limpar a vegetação ardida no incêndio de Agosto de 2010 e preparámos o solo para o novo período de plantação, que decorrerá entre Outubro e Março.


Até finais de Setembro vamos continuar a preparar uma significativa área do Parque Ecológico,na Achada Grande e junto ao Pico do Areeiro, para receber as novas plantas logo após as primeiras chuvas outonais.


Na parte alta do Parque Ecológico e no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha prevemos plantar, entre Outubro de 2011 e Março de 2012, mais de 10.000 plantas de cerca de 20 espécies indígenas, que neste momento estão a crescer no viveiro da Associação localizado na Quinta Jardins do Lago.


Em Outubro de 2001, a nossa Associação iniciou o projecto OÁSIS NUM DESERTO DE MONTANHA, que sofreu um duríssimo revés com o catastrófico incêndio de Agosto de 2010. Cerca de 90% das plantas que cresciam viçosas ficaram calcinadas. O solo ainda fumegava quando os voluntários da Associação iniciaram os trabalhos de limpeza dos esqueletos dos arbustos e das árvores, e a armação do solo para receber as novas plantas. Em Outubro o solo coberto duma espessa camada de cinzas recebeu as primeiras plantas indígenas. Era o início dum novo e longo projecto que, por sugestão do amigo Eugénio Santos foi baptizado de RENASCER DAS CINZAS.


RENASCER DAS CINZAS foi exactamente o tema que a Associação dos Amigos do Parque Ecológico seleccionou para participar no ON PORTO BAY, um evento cultural que decorreu no últino fim-de-semana no Jardim do Almirante Reis. Plantas indígenas produzidas no viveiro da Associação, livros e postais sobre o património natural da Madeira estiveram à venda numa instalação projectada pela amiga Nélia Susana Ferreira e executada com a colaboração da amiga Elisabete Henriques e do amigo Aurélio Sousa.


RENASCER DAS CINZAS é um projecto que exige muito trabalho voluntário, muita dedicação e muita persistência, porque há um enorme fosso entre a ecologia de alcatifa e a recuperação da biodiversidade nas montanhas que vigiam o Funchal!

14 de julho de 2011

Trabalhos de limpeza e manutenção das plantações e participação no "ON by Porto Bay"

Caros Amigos, a luta pelo regresso da biodiversidade às zonas atingidas pelos terríveis incêndios de Agosto de 2010 continua. Foram centenas de voluntários que juntaram-se à Associação nestes últimos meses e deram o seu contributo, felizmente é com grande satisfação que já encontramos alguns sinais de recuperação, mas o golpe foi duro e ainda há muito trabalho pela frente, para voltarmos a ver as nossas montanhas com a dignidade que elas merecem. Para isso é necessário que continuemos a dar um pouco do nosso tempo e ajudar a terra que temos a felicidade e o privilégio de viver.

No próximo sábado, dia 16 de Julho, lá estaremos no Pico do Areeiro e no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha, para continuarmos os trabalhos de limpeza da vegetação ardida e de preparação do terreno, um trabalho árduo, mas muito importante, necessário para receber as plantas que estão a ser semeadas e tratadas no viveiro criado pela Associação na Quinta dos Jardins do Lago que continua a crescer a bom ritmo, mais uma vez graças ao enorme trabalho de incansáveis voluntários.

Todos os interessados em participar podem inscrever-se aqui no blogue através da ficha de inscrição ou pelos contactos sugeridos.

Informamos também que a Associação dos Amigos do Parque Ecológico, participará uma vez mais no evento “ON by Porto Bay”, que decorrerá nos dias 15, 16 e 17 de Julho na Zona Velha da cidade do Funchal. Teremos uma banca para venda de plantas e livros e promoção das nossas actividades.

13 de julho de 2011

Mais de três mil árvores já plantadas nas serras

Desde a altura dos incêndios, em Agosto do ano passado, os Amigos do Parque Ecológico do Funchal já plantaram mais de três mil árvores nas serras da Madeira. Ontem de manhã, à margem de uma iniciativa agendada para assinalar o 15º aniversário da associação, Raimundo Quintal disse também que, a partir de Outubro próximo e até Março de 2012, ainda tencionam plantar mais de 10 mil árvores.

Durante o dia de ontem, e de forma a assinalar o aniversário, realizaram uma visita guiada ao jardim do Hospício Princesa D. Maria Amélia e ao Jardim Municipal, até ao final da manhã. No final da tarde, passaram pelo jardim do hotel Porto Mare e, à noite, promoveram um jantar nessa mesma unidade hoteleira.


Raimundo Quintal sublinhou ainda que estas iniciativas visam sensibilizar as pessoas para a riqueza que estes jardins guardam, "do ponto de vista da diversidade".

Quanto às medidas que têm sido tomadas pelas entidades regionais, de forma a prevenir contra futuros incêndios na Região, não quis tecer comentários. "É bom que haja observadores independentes para ver se as palavras correspondem aos actos", apontou apenas.

Zélia Castro - in Diário de Notícias (Madeira), 10 de Julho de 2011