18 de novembro de 2007

Os Amigos do Parque são insolúveis na água

20071117-rq-7370

O dia amanheceu chuvoso e com vento. Dos 62 inscritos para a plantação programada para o Pico do Areeiro e para o Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha, compareceram 32 às 9 horas.

A previsão do Instituto de Meteorologia era pouco animadora: “Céu muito nublado. Períodos de chuva, por vezes forte. Condições favoráveis à ocorrência de trovoada. Vento moderado (20 a 35 km/h) de sul, soprando forte (35 a 55 km/h) e com rajadas até 75 km/h nas zonas montanhosas. Pequena subida de temperatura”.

20071117-rq-7383

Quando chegámos ao Pico do Areeiro ficámos cientes que as previsões dos meteorologistas são hoje bem mais fiáveis que os prognósticos dos políticos e dos economistas.

20071117-rq-7348

Mesmo assim não desistimos. Aproveitámos os períodos de alguma acalmia e conseguimos plantar cerca de duas centenas de loureiros, cedros-da-madeira, uveiras-da-serra e massarocos.

O entusiasmo foi grande, desde o decano Luís Franquinho até ao Rodrigo, o benjamim com apenas 5 anos. Os 32 resistentes provaram que os Amigos do Parque Ecológico do Funchal são insolúveis na água.

20071117-rq-7373

1 Comentário(s):

Blogger 3RRR escreveu...

Gostei muito do título...

07 julho, 2008 20:40  

Enviar um comentário

<< Home