25 de abril de 2009

AAPEF celebra Festa da Flor:
Quinta Jardins do Lago

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-1 Casa Mãe
A Quinta da Achada foi construída no Século XVIII, no pequeno planalto entre a escarpa ocidental da Ribeira de Santa Luzia e a vertente oriental da Ribeira de São João.

No ano 2000, na Quinta da Achada entrou em funcionamento uma unidade hoteleira de cinco estrelas, que integra de forma harmoniosa a casa mãe. A partir dessa altura a propriedade passou a designar-se Quinta Jardins do Lago.

No jardim com cerca de 14000 m² vivem mais de 500 espécies, sendo a maioria de origem tropical e subtropical. Neste hotel botânico há plantas a florir durante todo o ano. Entre as muitas que agora podem ser apreciadas, seleccionei cinco trepadeiras para vos presentear.

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-2 Petrea volubilis
Estrela azul, viuvinha, flor de Jesus são algumas das designações populares da Petrea volubilis, a notável trepadeira da família das Verbenáceas, originária das florestas da América Central, que entre Abril e Julho ornamenta a fachada da velha casa com numerosas flores estreladas de cor azul-arroxeada.

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-3 Cobaea scandens
A Cobaea scandens é uma trepadeira semi-lenhosa, da família das Polemoniáceas, natural do México. As flores em forma de sino, são a princípio amarelo-esverdeadas, mas com o passar dos dias ficam arroxeadas.

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-4 Thunbergia alata
A Thunbergia alata, conhecida popularmente por Susaninha de olhos negros, é uma herbácea trepadeira, da família das Acantáceas, indígena da África Tropical. As flores amarelo-alaranjadas, com o centro castanho, são a sua grande atracção durante quase todo o ano.

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-5 Thunbergia laurifolia
A Thunbergia laurifolia, oriunda duma vasta região que se estende do Norte da Índia à Tailândia e ao Cambodja, ostenta cachos de trombetas azuis de Janeiro a Dezembro.

20090425-rq-Quinta Jardins do Lago-6 Thunbergia mysorensis
A Thunbergia mysorensis, natural das montanhas da região de Mysore no Sul da Índia, é a minha trepadeira preferida. Tenho uma paixão por estas flores, que começam a deliciar os meus olhos em Fevereiro e só se despedem em Outubro ou Novembro. Por favor, reparem no requinte e na composição cromática dos sapatinhos de judia.

Texto e fotos de Raimundo Quintal

0 Comentário(s):

Enviar um comentário

<< Home