24 de abril de 2009

AAPEF celebra Festa da Flor:
Quinta da Boa Vista

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-4 Vinha de Jade e orquídeas
A Quinta da Boa Vista foi construída no século XVII. Localiza-se a norte da Rua Conde Carvalhal, com acessos pelas ruas Figueiroa de Albuquerque e Lombo da Boa Vista, e tem uma área de cerca de 16000 m², dos quais aproximadamente 9000 m² estão cobertos por estufas, onde, para além duma grande variedade de orquídeas, prosperam belíssimas trepadeiras tropicais.

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-5 Strongylodon macrobotrys
Nesta altura do ano, a rainha das trepadeiras é a Vinha de Jade (Strongylodon macrobotrys), da família das Leguminosas, originária das Filipinas. As flores papilonadas, com a rara cor das pedras de jade, formam grandes cachos que surpreendem positivamente o mais exigente visitante.

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-6 Passiflora 'Galaxi'
Bem diferentes, na forma e na tonalidade, são as vistosas flores dum maracujázeiro híbrido (Passiflora 'Galaxi'), criado em 1990 através do cruzamento de duas espécies da América Tropical.

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-3 Anigozanthos 'Bush Glow'
Flores com uma morfologia rara são as das plantas vivazes, conhecidas por Patas de Canguru (Anigozanthos 'Bush Glow'), nascidas da fecundação cruzada de duas espécies indígenas da Austrália).

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-1 Echium simplex
Muito atractivas são, sem dúvida, as enormes inflorescências do Echium simplex, um massaroco endémico da vizinha Ilha de Tenerife e que está perfeitamente aclimatado no jardim que se estende entre casa principal da Quinta e o miradouro, donde se desfruta duma boa vista sobre a baía do Funchal.

20090424-rq-Quinta da Boa Vista-2 Geranium maderense
Finalmente, uma referência para o Gerânio da Madeira (Geranium maderense), uma herbácea endémica da nossa Ilha, com grande desempenho ornamental, graças às notáveis cimeiras de flores rosado-purpúreas.

Texto e fotos de Raimundo Quintal

0 Comentário(s):

Enviar um comentário

<< Home