31 de maio de 2010

‘A Bela e o Monstro’ no Pico do Areeiro

20100529-rq-01
Quem visitar o Pico do Areeiro terá oportunidade de assistir ao vivo a uma nova versão da ‘Bela e o Monstro’. Esta produção, que tem como palco a terceira maior elevação da Ilha da Madeira (1818 metros de altitude), começou a ser encenada há cerca de uma década.

20100529-rq-02
Em 2001, após a retirada das cabras e ovelhas que tudo comiam, a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal iniciou um persistente trabalho de plantação de espécies indígenas com o objectivo de ajudar a Natureza a recuperar a biodiversidade nas serras escalvadas. O trabalho de muitos voluntários e a capacidade de autorregeneração de algumas espécies produziram uma BELA PAISAGEM.

20100529-rq-03-Erica maderensis
Urze-da-Madeira (Erica maderensis)

20100529-rq-04-Erica arborea
Urze-molar (Erica arborea)

20100529-rq-05-Erysimum bicolor
Goivo-da-serra (Erysimum bicolor)

20100529-rq-06-Viola paradoxa
Violeta-da-Madeira (Viola paradoxa)

20100529-rq-07-Armeria maderensis
Arméria-da-Madeira (Armeria maderensis)

20100529-rq-08-Melanoselinum decipiens
Aipo-do-gado (Melanoselinum decipiens)

20100529-rq-09
Massarocos (Echium candicans), Estrelas (Argyranthemum pinnatifidum), e Ranúnculos (Ranunculus cortusifolius)

No oásis criado em pleno deserto de montanha já podemos observar as urzes rastejantes (Erica maderensis) agarradas aos blocos rochosos, as urzes-molares (Erica arborea) prendendo as pedras nas vertentes declivosas, os goivos-da-serra (Erysimum bicolor) emergindo dos materiais piroclásticos, as perfumadas violetas-da-Madeira (Viola paradoxa) brotando das fissuras do basalto, as armérias-da-Madeira (Armeria maderensis) florindo entre as gramíneas, os aipos-do-gado (Melanoselinum decipiens) em nichos abrigados do vento, e o colorido convívio dos massarocos (Echium candicans) com as estrelas (Argyranthemum pinnatifidum) e os ranúnculos (Ranunculus cortusifolius).

É graças a esta BELA PAISAGEM, rica em biodiversidade, que o Pico do Areeiro integra uma ZONA ESPECIAL DE CONSERVAÇÂO DA REDE NATURA 2000.

Mas para que o Pico do Areeiro ainda seja mais visitado, o Governo da República Portuguesa, com a preciosa colaboração do Governo da Região Autónoma da Madeira, apresentou em 2001 uma candidatura à REDE NATO 2010.

Depois de alguns contratempos provocados por ecologistas invejosos e inimigos do desenvolvimento insustentável, a mastodôntica espécie exótica começou a ser plantada em 2009. O MONSTRO cresce a bom ritmo e brevemente estará ali à vista de todos.

20100529-rq-10
20100529-rq-11
Já está concluída a base de betão, com 12 metros de altura, que irá suportar a redoma, de 15 metros de diâmetro, onde será colocado o radar vendido por uma empresa espanhola para garantir a vigilância e a soberania do espaço aéreo português. Tudo por uma irrisória quantia que não deverá ultrapassar os 25 milhões de euros!

O MONSTRO brevemente irá atingir 27 metros de altura. Finalmente o Pico do Areeiro poderá ostentar a raríssima classificação de SÍTIO DA REDE NATURA 2000 e SÍTIO DA REDE NATO 2010.

Depois duma série de más notícias, que muito prejudicaram o turismo da Madeira, sinto o dever de dar o meu modesto contributo na divulgação desta nova atracção, que irá atrair largos milhares de visitantes de todo o mundo e muito especialmente dos países árabes.

Texto e fotos de Raimundo Quintal

2 Comentário(s):

Blogger A.lourenço escreveu...

Caro Dr. Raimundo Quintal,sinceramente nem sei o que dizer, é mau de mais é um crime tão grande, tão grande e que me deixa tão triste e zangado, com tão mas tão pouca vontade de voltar á Madeira.Gosto tanto desta ilha...Como é isto possível?
Que golpe no turismo, que falta de visão , que falta de bom senso que falta de tudo.
Ah , mas não se esqueçam de gastar mais uns milhares em campanhas de publicidade que têm a natureza como pano de fundo.Façam uma com este mono ,pode ser que alguém lá vá.Pode ser que continuem a ir os vips que lá vão á borla e que nunca lá gastaram um tostão mas que aqui no continente dizem que este ano é que vão, de borla claro, que são tão solidários.Era para voltar este ano, por amor , por gostar tanto.Mas não volto.Tenho pena.
Um abraço , obrigado e boa continuação do vosso excelente trabalho.
PS.Há dias em conversa com o Sr. Jo Berardo dizia ele a propósito da candidatura da Laurissilva as 7 maravilhas que ela era o sangue da Madeira, não era só a beleza, era a importância a todos os níveis que ela tinha.Sem Laurissilva não há Madeira, a Madeira morre. O mesmo se passa com estes locais, emblemáticos, de beleza única que devem ser salvaguardados. hipotecar isto é hipotecar o futuro da Madeira.

01 junho, 2010 14:33  
Blogger biodivers©idade escreveu...

As imagens de biodiversidade são deslumbrantes, o resto...é como diz o título do post...

08 junho, 2010 20:34  

Enviar um comentário

<< Home