24 de março de 2012

A última plantação desta época

Foto 01-24.03.12

Foi com tempo fresco e até com uns chuviscos que a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal realizou a última jornada de plantação da época 2011–2012.

Entre os 74 voluntários, que plantaram cerca de 1000 plantas de espécies indígenas da Madeira, estiveram colaboradores do Diário de Notícias e familiares, um grupo de funcionários da Coca Cola e 5 elementos da empresa de jardinagem “ETS FERNANDES et FILS”. O proprietário desta empresa francesa é o nosso conterrâneo José Fernandes, que através da Internet acompanha o trabalho da Associação e fez questão em dedicar um dia das férias em prol da recuperação da floresta nas montanhas da sua ilha.

Agora, para que as jovens plantas não morram à sede, teremos de empenhar-nos na irrigação e na manutenção das caldeiras. E é o que vamos fazer de Abril a Setembro.

O início da época de plantação 2012 – 2013 está programado para Outubro. Até lá será necessário trabalhar muito na produção de milhares de plantas no viveiro da Quinta Jardins do Lago.

Foto 02-24.03.12
Foto 03-24.03.12
Foto 04-24.03.12
Foto 05-24.03.12
Foto 06-24.03.12
20120324-vs-9259
20120324-vs-9267 20120324-vs-9283
20120324-vs-9301

Texto de Raimundo Quintal. Fotos de Raimundo Quintal e Virgílio Silva.

21 de março de 2012

Dia Mundial da Árvore

01-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12

No dia 20 de Fevereiro de 2010, o udómetro do Observatório Meteorológico do Funchal registou uma precipitação de 51,3 mm, entre as entre as 08:50 e as 09:50.

O mesmo udómetro também registou 51,3 mm, não numa hora nem num dia, mas em quatro meses, de 1 de Novembro de 2011 até 29 de Fevereiro de 2012 (Novembro – 41 mm; Dezembro – 2,2 mm; Janeiro – 1,4mm; Fevereiro – 6,7mm).

Estes valores expressam, por um lado, a violência da chuva que caiu no Funchal no fatídico 20 de Fevereiro, e por outro lado, a seca que está afectar a Madeira, com particular gravidade na vertente sul e nas terras altas da cordilheira central.

A falta de chuva, a baixa humidade relativa e as temperaturas altas têm dificultado a campanha de reflorestação que a Associação dos Amigos do Parque Ecológico vem realizando na área do Pico do Areeiro. Só com muita persistência será possível fazer retornar a biodiversidade, aumentar as recargas dos aquíferos e reduzir a erosão.

A secura da atmosfera e do solo exige cuidados redobrados nas plantações, sob pena da taxa de sucesso ser extremamente baixa. Por isso, os voluntários que durante o Dia da Árvore estiveram a trabalhar no Campo de Educação do Cabeço da Lenha, não se limitaram a plantar. Gastaram grande parte do tempo a proteger e a regar as pequeninas plantas.

Para o próximo sábado está programada a última jornada de plantação desta época. A partir de Abril será necessário trabalhar muito para manter vivas as plantas até às próximas chuvas outonais.

01-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12-1b
03-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12-1c
04-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
05-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
06-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
07-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
08-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
09-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
10-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
11-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12
12-Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha-21.03.12

Texto e fotos de Raimundo Quintal

7 de março de 2012

Elda Sousa representa Portugal na cerimónia internacio​nal "Terre de Femmes 2012"

Elda Sousa, sócia e voluntária da Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal, vencedora do "Prémio Nacional Terre de Femmes 2012", estará amanhã em Paris a representar Portugal na Cerimónia Internacional “Terre de Femmes 2012” da Fundação Yves Rocher – Institut de France.
O projecto "Viveiro de Plantas Indígenas - Reflorestar para Renascer das Cinzas", que Elda Sousa apresentará em Paris, pode ser visionado no pequeno documentário produzido pela Fundação Yves Rocher.

6 de março de 2012

XIX Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental - 08 a 11 de Março de 2012

De 8 a 11 de Março, decorrerão em Câmara de Lobos, as XIX Jornadas Pedagócicas de Educação Ambiental, uma iniciativa da Associação Portuguesa de Educação Ambiental, subordinada ao tema “Aprender fora de portas: Percursos de aprendizagem”.

Em representação da Associação dos Amigos do Parque Ecológico, teremos o Sr. Luis Franquinho, que participará num debate sobre a "Sociedade Civil e o Desenvolvimento Local Sustentável", e o Dr. Raimundo Quintal que será o orador na Conferência de encerramento das Jornadas, onde abordará a " Educação Ambiental na preservação dos Recursos Naturais e na prevenção de Desastres Naturais “ALUVIÕES DA MADEIRA – Ler o Passado, Compreender o Presente, Prevenir o Futuro”.

No Sábado, 10 de Março os participantes nas Jornadas, terão oportunidade de se juntarem aos voluntários da Associação numa acção de Plantação de espécies endémicas, no Pico do Areeiro e no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha.
Programa - XIX Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental - 08 a 11 de Março de 2012