26 de outubro de 2012

“Baía do Funchal – Dinâmicas Naturais e Antrópicas”
de Raimundo Quintal e Nancy Policarpo

Capa 171 EdoC Baia_Funchal
Um livro que ajuda a conhecer o passado e que apresenta sugestões para uma ocupação urbanística mais sustentável do litoral do Funchal.

Suportado por um texto que associa a riqueza informativa ao rigor científico e técnico, resultante nomeadamente da utilização das ferramentas dos sistemas de informação geográfica (SIG), este livro ultrapassa, afinal, as fronteiras da história e da ciência.

Questionando, do ponto de vista da sustentabilidade ambiental e das boas práticas do ordenamento do território, o impacto de alguns projectos urbanísticos implantados ou previstos — como por exemplo a construção de um novo cais de acostagem para navios de cruzeiro — ele é, também, um instrumento de intervenção cívica.

A ficha informativa do livro “Baía do Funchal – Dinâmicas Naturais e Antrópicas” já está disponível no website da editora “Esfera do Caos”.

O livro deverá ser apresentado no Funchal no dia 19 de Novembro e estará disponível nas livrarias de todo o país a 23 de Novembro.

13 de outubro de 2012

Nova época de plantação no Pico do Areeiro

Foto 01-13.10.12

Depois dum longo estio, quente e seco, que obrigou a redobrados trabalhos de rega e manutenção, a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal, iniciou hoje a nova época de plantação com o objectivo de recuperar a biodiversidade no maciço montanhoso do Pico do Areeiro.

Aproveitando a humidade do solo resultante das primeiras chuvas e do retorno dos nevoeiros, cerca de quarenta voluntários, divididos em pequenos grupos, entregaram-se com entusiasmo à sementeira de loureiros, estreleiras, massarocos, urzes-das-vassouras, cabreiras e aipos-do-gado. Lá para o Natal esperamos ver as nossas plantinhas a emergir do ventre da ilha.

Hoje foram lançadas inúmeras sementes à terra e plantámos três dúzias de loureiros. A época de plantação 2012-2013 decorrerá até Março. No viveiro da Associação, na Quinta Jardins do Lago, estão mais de 10.000 plantas indígenas à espera de ir para a serra. Se a chuva não faltar, no sábado, dia 27 de outubro, lá estaremos novamente para plantar umas largas centenas. Venham connosco.

Foto 02-13.10.12
Foto 03-13.10.12
Foto 04-13.10.12
Foto 05-loureiros-13.10.12

Texto e fotos de Raimundo Quintal