29 de novembro de 2010

Quarta-feira, 1 de Dezembro
Voluntários precisam-se

20101201-rq-002

Apesar do mau tempo que se tem feito sentir e que condiciona os trabalhos nas áreas de plantação, o trabalho de preparação não pára no viveiro que temos montado num espaço gentilmente cedido pela Estalagem Quinta dos Jardins do Lago.

Assim, aproveitando o feriado da próxima 4ª feira, organizamos mais uma actividade neste viveiro e precisamos de ajuda para fazer manutenção e colocação das plantas nos “vasos” de embalagens Tetra Brik que temos recebido para este efeito.

Quem desejar participar deverá comparecer pelas 9:30 junto à entrada do parque de estacionamento da estalagem, na Achada (Rua Dr. João Lemos Gomes, 29). As inscrições deverão ser feitas por e-mail para elda_sousa@sapo.pt.

20101201-rq-007
20101201-rq-009
20101201-rq-011

21 de novembro de 2010

Reutilização das embalagens de Tetra Brik
como vasos para plantas indígenas da Madeira

Nova vida para Tetra Briks

As sementeiras realizadas no novo viveiro da Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal têm tido grande sucesso. Neste momento existem centenas de pequenas plantas de aipo-do-gado (Melanoselinum decipiens), cabreira (Phyllis nobla) e massaroco (Echium candicans) para serem colocadas em vasos individuais. Aí crescerão até que estejam desenvolvidas para serem plantadas definitivamente no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha e na parte alta do Parque Ecológico, no Pico do Areeiro.

A Associação agradece a oferta de vasos de plástico ou de embalagens de Tetra Brik (a imagem acima pode ser ampliada, bastando clicar nela) para reutilizar como suporte das plantas indígenas, que irão repovoar as áreas ardidas nos incêndios do passado mês de Agosto.


Poster criado por Nélia Susana

14 de novembro de 2010

Actividades de ontem no Telejornal Madeira


in Telejornal Madeira (RTP-M) de 13 de Novembro de 2010

Sinais de esperança

20101113-vs-0824

Este Sábado decorreu mais uma actividade de limpeza e preparação de terreno no Campo de Educação Ambiental do Cabeço da Lenha, que ocupou os participantes no período matinal.

20101113-vs-0737
20101113-vs-0741
20101113-vs-0747
20101113-vs-0754
20101113-vs-0780
20101113-vs-0793
20101113-vs-0817

A seguir a uma pausa para retemperar forças, os voluntários pegaram em cerca de 200 pequenas plantas — Massarocos (Echium candicans), Loureiros (Laurus novocanariensis) e Urzes-das-vassouras (Erica platycodon subsp. maderincola) — oferecidas pela Direcção Regional das Florestas, e plantaram-nas durante a tarde, com visível satisfação apesar do nevoeiro e do chuvisco persistentes, mas que para o crescimento destas jovens plantas é fundamental.

20101113-vs-0797
20101113-vs-0799
20101113-vs-0800
Parte da vegetação queimada é reduzida a estilha, que é colocada nas bacias das plantas, à volta dos seus caules, proporcionando nutrientes e protecção às raízes.

20101113-vs-0809
Massaroco (Echium candicans)

20101113-vs-0810
As silhuetas das jovens Urzes-das-vassouras (Erica platycodon subsp. maderincola), já começam a destacar-se nesta zona da plantação.

20101113-vs-0813
Loureiro (Laurus novocanariensis)

Mas o facto que mais alegrou os presentes foi a visível recuperação das Uveiras-da-serra (Vaccinium padifolium), cujos rebentos começam a aparecer um pouco por toda aquela zona, junto às touças que resultam dos cortes dos ramos queimados.
20101113-vs-0821
20101113-vs-0825

No próximo Sábado, 20 de Novembro, realiza-se mais uma actividade similar para a qual contamos com a vossa participação. Quem desejar juntar-se a este esforço em prol da recuperação da vegetação das zonas destruídas pelo fogo, pode inscrever-se até 6ª feira às 16:30, utilizando o formulário online que se encontra mais abaixo ou pelos contactos alternativos aí sugeridos.


Texto e fotos de Virgílio Silva

13 de novembro de 2010

Levadas da Madeira no 3º Seminário Internacional
de Turismo e Planeamento do Território

Esta semana foi apresentada uma reflexão sobre as Levadas da Madeira, da autoria de Raimundo Quintal, com o objectivo de desencadear um debate para além dos muros da universidade, sobre o futuro deste importantíssimo nicho no turismo da Ilha da Madeira.

Este trabalho, intitulado “LEVADAS DA MADEIRA — Caminhos da Água, Caminhos de Descoberta da Natureza”, integrará o livro “Water and Tourism. Resources Management, Planning and Sustainability”.

A apresentação foi feita no âmbito do 3º Seminário Internacional de Turismo e Planeamento do Território, subordinado ao tema “Waterworlds: tourism development, conflicts and planning”. Este evento foi organizado pelo Núcleo de Investigação em Turismo, Cultura e Território (TERRITUR) do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, tendo decorrido na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, nos dias 11 e 12 de Novembro.

Abaixo poderá consultar o trabalho, nas versões em português e inglês.


“Levadas da Madeira — Caminhos da Água, Caminhos de Descoberta da Natureza”, de Raimundo Quintal, in “Water and Tourism. Resources Management, Planning and Sustainability”, Novembro de 2010



“Madeira Levadas: the water ways to discover nature”, by Raimundo Quintal, in “Water and Tourism. Resources Management, Planning and Sustainability”, November 2010.

4 de novembro de 2010

Notícias do nosso viveiro

Geranium maderense (rq) - 01
O nosso viveiro na Quinta Jardins do Lago continua a aumentar, com o propósito de dispormos do maior número possível de plantas para reflorestar as zonas de trabalho da Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal no Cabeço da Lenha e no Pico do Areeiro.

20101104-rq-09
A nossa sementeira de gerânio da Madeira ou pássaras (Geranium maderense) foi um grande sucesso. Esta planta, endémica da Madeira, possui uma bela floração. Durante o seu primeiro ano de vida a planta cresce e vai acumulando energia para poder produzir, na primavera seguinte, dezenas de flores cor de rosa. Após a floração a planta acaba por morrer.

O gerânio da Madeira só consegue viver na Madeira entre o nível do mar e os 700 m de altitude e não resiste às temperaturas do Cabeço da Lenha ou do Pico do Arieiro na época de Inverno.

Geranium maderense (rq) - 02
Decidimos então vender os nossos pequenos gerânios como forma de obtermos algum dinheiro, necessário para compra de equipamento e manutenção do viveiro, onde já temos mais de 3 000 plantas a crescer e muitas mais sementes plantadas.

Cada planta de gerânio custa 1 euro. O contacto para os interessados em ter uma das mais bonitas plantas endémicas a crescer no seu jardim ou num vaso na sua varanda é elda_sousa@sapo.pt.

20101104-rq-01
20101104-rq-02
20101104-rq-03
20101104-rq-04

20101104-rq-05
20101104-rq-06
Loureiros (Laurus novocanariensis)

20101104-rq-07
Urze-das-vassouras (Erica platycodon subsp. maderincola)

20101104-rq-08
Massarocos (Echium candicans)

Texto de Elda Sousa e fotos de Raimundo Quintal